26 Novembro 2014

RSS Facebook Twitter

Difusora Band Online

Banner

Veja mais em notícias ...

Banner
Notícias - Policial

A Fundação de Cultura do Estado doará no dia 30 de outubro (quinta-feira), às 9 horas, no Museu da Imagem e do Som, 17.472 livros para cada uma das 364 escolas da Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul.

O convênio celebrado entre a Secretaria de Educação e a Fundação de Cultura prevê a distribuição das publicações em caixas, cada um contendo 48 publicações de autores do Estado. Estes livros farão parte da reserva técnica e do acervo das bibliotecas das escolas dos 79 municípios sul-mato-grossenses.

Durante a solenidade no Museu da Imagem e do Som serão entregues as primeiras caixas para os diretores das 81 escolas estaduais de Campo Grande. As escolas do interior receberão as publicações por meio da Secretaria de Educação.

As caixas contêm livros especiais que fazem parte da identidade cultural do Estado, como “Para encontrar o azul eu uso pássaros”, de Manoel de Barros, a recém publicada “Enciclopédia das Águas”, projeto que levantou dados sobre todos os cursos de água do território sul-mato-grossense, além de livros infanto-juvenis de belas e emocionantes mensagens da autora Ariadne Cantú.

De acordo com Américo Calheiros, presidente da Fundação de Cultura, Mato Grosso do Sul foi o primeiro Estado do Brasil a preparar o seu Plano Estadual do Livro e da Leitura. Pioneirismo que se reflete nos resultados das políticas públicas ao longo dos últimos sete anos: o Programa de Incentivo à Leitura distribuiu mais de 30 mil livros para escolas, bibliotecas e entidades culturais de todos os 79 municípios sul-mato-grossenses.

"Cada baú conta com livros para iniciar ou reforçar uma biblioteca nas escolas ou entidades culturais. Elas geralmente não contam com livros dos nossos escritores. Queremos aproximar o cidadão da leitura, que é a porta do conhecimento e também ao que é produzido em nosso Estado", explica Américo Calheiros.

Programa de Incentivo à Leitura

Anualmente a Fundação de Cultura entrega para escolas e entidades culturais cestas compostas por livros de autores regionais que enriquecem os acervos e se revertem na ampliação e no reforço da paixão pela leitura.

É considerado um dos mais abrangentes projetos de difusão literária do Estado por distribuir centenas de títulos regionais e deixar ao alcance da população diversas obras produzidas anualmente em Mato Grosso do Sul.

Serviço

A doação dos livros acontece no dia 30 de outubro (quinta-feira), às 9 horas no Museu da Imagem e do Som, que fica no 3º andar do Memorial da Cultura, na avenida Fernando Correa da Costa, 559, Centro.

Fonte: Noticias.MS

Publicado em Cidades

A Fundação de Cultura do Governo de Mato Grosso do Sul publicou no Diário Oficial do Estado a relação dos espetáculos de dança, teatro e música selecionados pelo edital do projeto Cenasom 2014.

Foram recebidas pela Comissão de Seleção vinte e seis inscrições, sendo aprovados 11 projetos. Na área da dança foram selecionados os grupos Cia. do Mato (92 pontos) e Embrujos de España (80,5 pontos). Já no teatro foi selecionado o Grupo de Teatro Identidade (79,5 pontos).

A música recebeu o maior número de inscrições e artistas selecionados. Foram aprovados os projetos de Jane Jane (95 pontos), Ju Souc (94 pontos), Cassino Boogie e Horse Society (91,5 pontos), Carlos Alfeu (91 pontos), Jaqueline Costa e Marcelo Mafili (90 pontos), Banda Tio Zé (86,5 pontos), Sofia Basso (85 pontos) e Ruído Paralelo (77,5 pontos).

Serão disponibilizadas no palco do Teatro Aracy Balabanian, no Centro Cultural José Octávio Guizzo, 27 datas, sempre às quintas-feiras: dias 10 e 24 de abril; 8 e 29 de maio; 5 e 26 de junho; 3, 10, 17, 24 e 31 de julho; 7, 14 e 21 de agosto; 11 e 25 de setembro; 2, 9, 16, 23 e 30 de outubro; 6, 13, 20 e 27 de novembro e 4 e 11 de dezembro.

As datas que não forem preenchidas pela seleção serão repostas por espetáculos diversificados de grupos de teatro, dança ou de música convidados pela Fundação de Cultura.

No projeto CenaSom a Fundação de Cultura cede o Teatro Aracy Balabanian com toda a sua estrutura de som e iluminação e auxilia na divulgação do evento e na sua organização, possibilitando apresentações de espetáculos musicais e de artes cênicas variadas e de qualidade.

O objetivo é fomentar a produção cultural sul-mato-grossense, proporcionando à classe artística espaço para suas apresentações. Por meio do acesso aos bens culturais a preços acessíveis também incentiva a formação de público e mercado para as artes.

Serviço

Outras informações sobre a seleção podem ser obtidas na Gerência de Difusão e Desenvolvimento de Programas Culturais da Fundação de Cultura, que fica na avenida Fernando Corrêa da Costa, 559, 4º Andar ou pelo telefone 3316-9171.

Marcio Breda

Publicado em Turismo

A Fundação de Cultura do Governo de Mato Grosso do Sul continua com inscrições abertas para artistas, educadores e artesãos interessados em ministrar cursos e oficinas permanentes em 2014 no Centro Cultural José Octávio Guizzo.

Entre os espaços compreendidos para oficinas de música, artes cênicas, artes visuais e dança estão o Ateliê de Artes, a Sala Conceição Ferreira, a Sala Central, a Sala de Música e a Sala de Ensaio.

Os interessados nas oficinas permanentes, que têm início em janeiro e fevereiro de 2014 com término em dezembro, devem entregar o projeto da oficina até 29 de novembro na secretaria do Centro Cultural de terça a sexta-feira, das 8 às 21 horas.

Serviço

A portaria pode ser baixada integralmente no site www.fundacaodecultura.ms.gov.br/centrocultural através do link Editais. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3317-1792 ou pelo e-mail Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .

Marcio Breda

Publicado em Turismo

A Fundação de Cultura do governo do Estado realiza entre os dias 14 e 24 de outubro em Rio Brilhante a Oficina de Artesanato de Cerâmica de Bichos do Pantanal, que servirá de base para a instalação de um núcleo de produção local.

Ministrado pelo artesão Rodrigo Avalhães, o curso acontece de segunda a sexta, das 8h às 18 horas e conta com o apoio da prefeitura de Rio Brilhante. As aulas são gratuitas.

Rodrigo é oriundo de uma família composta por artesãos que criaram esculturas em cerâmica que se tornaram símbolo do Estado, como as “Onças” vendidas na Casa do Artesão de Campo Grande e fora do Estado. Participou do Projeto “Sapicuá Pantaneiro” - projeto que nasceu em 2003 com o objetivo de resgatar, desenvolver e incentivar o artesanato da região de Pantanal de Mato Grosso do Sul, preservando a natureza, a cultura e suas tradições – como instrutor de Oficina de Cerâmica – Animais do Pantanal.

Artesania - Desenvolvido em 2007 pelo governo do Estado, o projeto Artesania visa o fortalecimento do artesanato produzido em Mato Grosso do Sul. Prevê investimentos na capacitação e no incentivo à criação de núcleos artesanais, gerando emprego e renda para milhares de famílias e difundindo no Brasil e internacionalmente os produtos sul-mato-grossenses.

O programa aproveita as vocações regionais, levando a preservação das culturas locais e a formação de uma mentalidade empreendedora por meio da preparação para o mercado competitivo.

Serviço: A Oficina de Cerâmica de Bichos do Pantanal acontece no Clube Caiuás, que fica na Avenida Loureval Barboza, 965, em Rio Brilhantes. Para outras informações sobre os projetos da área do artesanato da Fundação de Cultura basta entrar em contato com a Gerência de Desenvolvimento de Atividades Artesanais, através dos telefones 3316-9107, 9152 ou 9333.

Fonte: FCMS

Publicado em Turismo

O projeto Circuito Sul-Mato-Grossense de Teatro, desenvolvido pela Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS) que conta com apresentações gratuitas em teatros, espaços alternativos, ruas e praças de municípios do interior levará espetáculos a quatro municípios do Estado durante o mês de outubro. São eles Costa Rica, Cassilândia, Fátima do Sul, Glória de Dourados e Amambai.

A Caravana começa no dia 4 de outubro, em Costa Rica, onde será apresentada às 10 horas no Centro do Conviver do Idoso a peça “Cadê”, da Associação Cultural Aplauso. O mesmo grupo se apresenta às 19h30, em Cassilândia, na Concha Acústica da Praça.

No sábado, dia 5 de outubro, o Imaginário Maracangalha apresenta a peça “Areotôrare” às 18 horas na Praça Getúlio Vargas, em Fátima do Sul, enquanto que no domingo, dia 6,  o grupo leva o espetáculo até o Mercado do Produtor de Glória de Dourados, às 10 horas. Amambai fecha no sábado, dia 19, às 20 horas, o ciclo de apresentações do mês com a peça “Godgle”, do Flor e Espinho Teatro, no Auditório do Grupo Conviver.

Na temporada 2013 estão previstas 40 apresentações em teatros, espaços alternativos, ruas e praças de municípios do interior até novembro. Foram selecionados oito espetáculos teatrais de grupos com atuação comprovada no Estado: “Calaboca! E Grita”, do Núcleo Artístico Jair Damasceno, “100 Virtuose”, do Palhaço Challito, “Areôtorare”, do Teatro Imaginário Maracangalha, “O Escurial”, do Grupo Teatral Palco, “Godgle”, do Flor e Espinho Teatro, “A Tenda das Adivinhações”, de Rick Thibau, “A lição”, do Grupo Cena Viva e “Cadê?!”, da Companhia Aplausos.

O Circuito Sul-Mato-Grossense de Teatro busca divulgar as produções do Estado e estimular a cultura. Fomenta a formação de plateia e o surgimento de novos grupos por meio de ações alternativas, pesquisas e intercâmbios entre os participantes.

O projeto já passou por 52 cidades em cinco anos e contemplou um público aproximado de 65 mil pessoas. Ao todo 36 grupos teatrais encantaram os participantes em 235 apresentações.

“O Circuito possibilitou uma melhor visualização do que é produzido no Estado, já que muitas peças não são vistas no interior por falta de espaços. O projeto aproxima o espetáculo da plateia”, explica o coordenador do Núcleo de Teatro da Fundação de Cultura, Márcio Veiga.

“Investir no teatro é fortalecer a identidade cultural do Estado, aprimorar o pensamento crítico da população e oferecer a oportunidade de contato com essa arte profundamente criativa. Os investimentos aplicados nessa área demonstram o compromisso da Fundação de Cultura e do governo do Estado com a divulgação, o aprimoramento técnico e o registro dessa importante manifestação artística em solo sul-mato-grossense”, analisa o presidente da Fundação de Cultura, Américo Calheiros.

Serviço

Outras informações no Núcleo de Teatro da Fundação de Cultura, pelos telefones (67) 3316-9172 ou 3316-9173.

Com informações da Fundação de Cultura

Publicado em Turismo

A fundação de Turismo com a coordenação do PRONATEC, interlocutora Leide Alcova Argirin trouxe junto ao SENAC cursos de Espanhol, as aulas iniciaram no ultimo dia 12, com carga horária de 200 horas, e estão sendo realizadas no prédio do PRONATEC/Geração de renda.

O PRONATEC TURISMO tem como foco a realização da COPA das Confederações FIFA 2013 e da Copa do Mundo FIFA 2014 no Brasil, e esta realizando cursos para aperfeiçoamento e aprendizagem da língua estrangeira.

O governo brasileiro adotou uma série de medidas necessárias ao bom desempenho do País durante a realização dos eventos.

Além da construção das arenas esportivas, está acontecendo obras para melhorar a mobilidade urbana, o turismo além da preparação dos eventos que se preparam para receber 600 mil turistas estrangeiros e, 2,5 milhões de turistas nacionais.

Uma das ações do turismo é a promover a qualificação dos profissionais que desejam inserir no mercado de trabalho.

Aquidauana não podia ficar fora disso. A meta do Pronatec Turismo é oferecer 240 mil vagas até 2014. Em outubro terá início o curso de inglês.

Fonte: AGECOM/PRONATEC

Publicado em Concursos

A Prefeitura Municipal de Aquidauana, através da Fundação de Cultura, convida para o espetáculo “Mario Quintana: o poeta das coisas simples”, que reúne performance, teatro, música e poesias. Agraciado com o prêmio Procultura 2010 do Ministério da Cultura.

A Diretora-Presidente da Fundação de Cultura de Aquidauana, Reni Cicalise, observou que este é um grande espetáculo, oportunizando à população aquidauanense, um evento de alto nível, garantido o acesso à cidadania cultural.

O trabalho composto por diversas linguagens artísticas leva ao palco, um ator e três atrizes interpretando e cantando a vida e obra de Mario Quintana. Há também dois áudios históricos, um com o próprio poeta recitando seu “Poeminha do Contra” e outro com um poema escrito para Bruna Lombardi (grande amiga e admiradora do poeta). A direção musical escolheu o acordeon para musicar alguns poemas e pontuar outros com acompanhamento ao vivo. A direção mescla as variadas formas de expressão para transmitir a poesia de Quintana.

“Mario Quintana – O Poeta das Coisas Simples” resgata toda essa maestria em uma única apresentação no dia 28 de Maio de 2013, às 20h, no Anfiteatro da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) Campus I, e a entrada será 1 kg de alimento não perecível. Haverá ainda uma apresentação exclusiva para estudantes às 15h no mesmo local e data.

O Elenco

A equipe de profissionais é formada por artistas que consolidaram renomadas carreiras no teatro, no cinema e na televisão. A direção é do professor de teatro, diretor e crítico de cinema Rubens Lima Júnior que com apurada sensibilidade mescla as diversas linguagenspara transmitir toda a beleza poética de Quintana.

Selma Lopes é atriz de grandes musicais como ‘Gota D’água’, no qual contracenou com Bibi Ferreira, e é uma das mais procuradas dubladoras do país inclusive para nomes como Whoopi Goldberg e Margie Simpson; O ator Sergio Miguel Braga fez parte das experiências inovadoras de teatro de grupo e recentemente participou da novela global ‘A Vida da Gente’; Isis Koschdoski, também é dubladora e tem participação em inúmeras novelas de sucesso como ‘Cabocla’, ‘Água Viva’ e ‘Gente Fina’ e, por fim, Vivian Duarte que recentemente fez parte do elenco da novela ‘Aquele Beijo’.

O projeto ‘Mario Quintana – o Poeta das Coisas Simples’ já passou pelas cidades: São Paulo e São José dos Campos, em São Paulo; Porto Alegre, Rio Grande, Bagé, Pelotas, Caxias do Sul, Lajeado, Santa Cruz do Sul, Nova Petrópolis, Passo Fundo, Santo Ângelo, Alegrete, Santana do Livramento, no Rio Grande do Sul, Garanhuns, em Pernambuco, Juiz de Fora em Minas Gerais, Salvador-Bahia e Fortaleza-Ceará.

Há grande expectativa da chegada no Estado do Mato Grosso do Sul, estado que valoriza seus poetas, onde, além de Aquidauana o projeto terá apresentações em Corumbá e Campo Grande.

O Poeta Mario Quintana

Mario Quintana, natural de Alegrete no Rio Grande do Sul, é considerado pela crítica e pelo público um dos mais importantes poetas do país. Além de diversas publicações premiadas, ele recebeu em 1980, pelo conjunto de sua obra, o renomadoPrêmio Machado de Assisconferido pela Academia Brasileira de Letras.

Conhecido pela maestria com que lidava com as palavras, fazendo ressignificações várias de seus sentidos originais, o poeta ficou também lembrado pelo humor e o sarcasmo que davam um tom especial a essas mesmas palavras. Quintana foi indicado três vezes para ocupar uma vaga na Academia Brasileira de Letra e por três vezes não foi aceito. O que poderia ser motivo de tristeza para uns, para ele foi inspiração. Nascia, dessa maneira, o ‘Poeminha do Contra’ que no espetáculo poderá ser apreciado em um áudio do próprio Quintana.

Como demonstração de seu gênio inventivo, tem-se o trecho datado de 14/11/1984, em edição da Revista IstoÉ: “Idades só há duas: ou se está vivo ou morto. Neste último caso é idade demais, pois foi-nos prometida a Eternidade”.

Serviço

‘Mario Quintana - o Poeta das Coisas Simples’

Local: Anfiteatro Dóris Mendes Trindade - UFMS -

Campus de Aquidauana- Unidade I - MS

Praça Nossa Senhora da Imaculada Conceição, 163

Dias: 28 de maio de 2013, às 20h

Entrada: 1 kilo de alimento não perecível

Site: www.opoetadascoisassimples.com.br

Ficha Técnica

Texto: do próprio Mario Quintana (excertos de seus poemas, contos e entrevistas)

Pesquisa, seleção e roteiro: Sergio Miguel Braga

Direção: Rubens Lima Junior

Direção Musical: Fáthima Rodrigues

Figurinos e Adereços: Pedro Lacerda

Programação Visual: TitaBevilaqua

Assistente de Direção: Vivian Duarte

Operador de Som: Josué Fernandez

Operador de Luz: Leandro Gass

Foto Programa: Liane Neves

Direção de Produção: Sergio Miguel Braga

Elenco:

Selma Lopes

Isis Koschdoski

Vivian Duarte

Sergio Miguel Braga

Acordeon: Grasi Muller

Fonte: Fundação de Cultura

Publicado em Educação

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS) realiza nesta terça-feira (7), a partir das 19 horas, a 24ª edição do Sarau do Centro Cultural José Octávio Guizzo, reunindo pessoas e divulgando a rica identidade sul-mato-grossense. A participação é livre e o evento é gratuito.

Durante duas horas, das 19 às 21 horas, intervenções de música, poesia, dança e teatro se espalham nas instalações do Centro Cultural apresentando a produção de artistas locais e visitantes com o intuito de mostrar e trocar experiências nas variadas artes. Além dos artistas convidados dessa edição: Celso Petit e Begét de Lucena, o Sarau abre espaço também para intervenções do público.

O músico Celso Petit vem dos trilhos do Brasil novo. Paulista criado em Cuiabá e Campo Grande, sabe bem dos encantos da terra, assim como os desafios da cidade. De influência latino-americana, Celso Petit acima de tudo é música autoral.

Begèt de Lucena nasceu em Exu, cidade de nada menos que o rei do Baião, no passo que suas referências musicais passam por Luiz Gonzaga, Clara Nunes, Edith Piaf, Doces Bárbaros e outros. Mora em Campo Grande há quinze anos e canta desde os onze anos de idade, quando começou a tocar violão. É autodidata.

Aos dezoito iniciou sua trajetória cantando na noite campo-grandense, tendo se apresentado a primeira vez no sarau, na época, na vila ferroviária. Passou por várias apresentações em outros saraus, bares e casas noturnas da Capital. Em 2012, participou do 20º Festival Universitário da Canção ao lado de grandes nomes da música regional.

Atualmente é vocalista do Santo Chico, a banda tem referências desde Rock, Soul, Funk, Samba, R&B e outros. No palco, o Santo Chico remete não somente à música, mas também à teatralidade. Sua proposta é instigar de maneira poética, através da música, o inconsciente coletivo, causar envolvimento, repercussão e sensibilidade.

Origem do Sarau

Do latim seranus, sarau é um evento cultural em que as pessoas se encontram para se expressarem artisticamente. Evento bastante comum no século XIX, consiste em uma reunião festiva que ocorre à tarde ou no início da noite, apresentando dança, poesia, leitura, música acústica e também outras formas de arte como pintura, teatro, performances artísticas e literárias.

Serviço

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3317-1795 ou no Centro Cultural José Octávio Guizzo que fica localizado na rua 26 de Agosto, 453, entre as ruas Calógeras e a 14 de Julho.

Fonte: Andre Messias/FCMS

Publicado em Turismo

A Fundação de Cultura do Governo de Mato Grosso do Sul abre no dia 9 de abril (terça-feira), às 19h30, no Museu de Arte Contemporânea (Marco), a Primeira Temporada de Exposições 2013 com quatro mostras: Trajetos Urbanos, de Esther Casanova, Peccatoribus, de Evandro Prado, O Mesmo Sonho, de Henrique de França e Afogados, de Yara Dewachter.

Trajetos Urbanos, exposição fotográfica da artista plástica Esther Casanova, de São Paulo, propõe reorganizar o espaço urbano por meio da utilização de fotografias captadas durante o percurso diário entre a casa e o ateliê da artista. Uma narrativa sobre a observação da paisagem, memória do tempo e suas bruscas modificações.

A mostra Peccatoribus, do artista campo-grandense Evandro Prado, é composta por trabalhos cujo eixo é remanescente das Vanitas, gênero de natureza morta alegórica e de conteúdo religioso e mórbido, desenvolvido durante o século XVII como instrumento da revisão espiritual da época. Evandro, por meio da fotografia, da instalação e do vídeo-instalação, alerta o visitante para a efemeridade da vida, o perigo das vaidades sociais e a eminência da morte utilizando os mais diversos materiais e suportes artísticos.

O mesmo sonho, mostra do artista paulista Henrique de França, revela a efemeridade da memória coletiva e individual, relacionando figura e espaço de modo a propor uma relação entre a distância física e a distância emocional, metaforizada pela fuga e pelas construções abandonadas representadas nos desenhos sobre papel.

A exposição Afogados, da artista paulista Yara Dewachter, propõe uma instalação composta de pequenas e médias esculturas que consistem em bonecos de personagens de desenhos infantis que são “afogados” em parafina e expostos em prateleiras, criando um ambiente que lembra um laboratório experimental que no conjunto reflete o momento de descoberta, a perda da inocência, a noção das injustiças e o real entendimento do mundo e suas possíveis e dolorosas relações.

Serviço

A Primeira Temporada de Exposições 2013 do Marco tem entrada franca e estará aberta à visitação de terça a sexta, das 12 às 18 horas. Sábados, domingos e feriados, das 14 às 18 horas. As obras permanecem em exposição até 2 de junho.

Mais informações ou agendamento com escolas para a realização de visitas mediadas com as arte educadoras do Programa Educativo pelo telefone (67) 3326-7449. O Museu de Arte Contemporânea fica na rua Antônio Maria Coelho, 6000, no Parque das Nações Indígenas.

Fonte: FCMS

Publicado em Turismo